LOGO_AS_VEZES_COM_DATA

A culpa, excepcionalmente, não é dos americanos e do regime consumista. A culpa não é de Afrodite nem de São Valentim. A culpa não chega sequer a ser de Sérgio Godinho, por mais inspiradora que seja a ideia de juntar no refrão da canção o amor e o calendário. A culpa é do coração, esse crente incorrigível que ama festinhas. E festas. “Às Vezes o Amor” é precisamente uma festa de música e emoções repartidas por oito cidades portuguesas.

No mesmo dia, à mesma hora, o amor espalha-se de Norte a Sul. Portugal fica mais amoroso. Com música para todos os gostos. Música que não troca o bom e complicado “amo-te” pelo musicalmente mais fácil “I love you”. Para pessoas que não trocam o beijinho pelo cupcake. No dia 14 de Fevereiro de 2015, oito amados nomes e projectos da música portuguesa fazem da paixão canções derramadas em oito palcos diferentes. Pode haver alguma “musiquinha para machucar os corações”, como dizia Wilson Simonal, mas haverá acima de tudo música para preencher os corações que se apaixonam. Porquê a 14 de Fevereiro, Dia dos Namorados? Aí, se calhar, a culpa é dos americanos.

Share on Facebook0Share on LinkedIn0Share on Google+0Tweet about this on Twitter0Print this pageEmail this to someone